Terça, 24 Janeiro 2023

Centenário do Palácio Pedro Ernesto: confira a linha do tempo virtual

Sede do legislativo carioca completará 100 anos no mês de julho; conteúdo especial mostra transformações e acontecimentos que marcaram história brasileira

Para marcar o início dos projetos e celebrações pelo centenário do Palácio Pedro Ernesto, a Câmara do Rio lança nesta quarta-feira, dia 25, uma linha do tempo virtual com foco na história do prédio. Em poucos cliques é possível conhecer mais sobre os principais marcos que na trajetória não só do Palácio e da política carioca, mas também do Brasil. Afinal, a cidade do Rio de Janeiro foi capital federal entre 1763 e 1960.

Presidente da Câmara do Rio, o vereador Carlo Caiado (PSD) destacou que um dos objetivos da linha do tempo e das outras iniciativas que acontecerão para celebrar os 100 anos do Palácio Pedro Ernesto em 2023 é aproximar ainda mais o cidadão do parlamento e da história da cidade. 

“O Palácio é um dos palcos principais da política carioca e brasileira, onde, em toda a sua história, a população vem se manifestar. É um monumento da nossa democracia, que vamos exaltar ao longo do ano, lembrando sua importância e abrindo ainda mais as portas para a população”, afirmou. 

História da Democracia

A linha do tempo conta a história do Palácio Pedro Ernesto por meio de textos, fotos e vídeos. O prédio, que compõe um dos mais importantes conjuntos arquitetônicos da cidade, é definido por seu estilo eclético e usa elementos neoclássicos. Ele começou a ser construído em 1920, inserido em um contexto de reurbanização do Rio de Janeiro e instalação da Primeira República. Inaugurado em 1923, o Palácio e suas escadarias foram palco de marcos importantes para a história do Rio de Janeiro e do Brasil. Entre eles a Passeata dos Cem Mil e o velório da vereadora Marielle Franco, por exemplo. 

Além dos marcos históricos do prédio, a linha do tempo traz fatos políticos relacionados ao Palácio, como a campanha de Abdias do Nascimento para vereador em 1954, uma das primeiras a levantar a bandeira antirracista, com o slogan “Não vote em branco, vote no Preto”. 

O Palácio Pedro Ernesto só ganhou esse nome na década de 50, para homenagear o médico e ex-prefeito do Rio que faleceu em 1942. Ele governou a cidade por dois períodos: entre 1931 e 1934, como interventor, e entre 1935 e 1936, como prefeito eleito indiretamente pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Além da sua arquitetura, o Palácio Pedro Ernesto se sobressai pela riqueza do seu acervo de obras de arte, decoração interna e movelaria de época. As pinturas, esculturas, escadarias em mármore, o Plenário e a Sala Inglesa, toda revestida em madeira de lei, encantam os visitantes. 









 

 

Veja também:

Fev 06, 2023

Vereador Niquinho toma posse na Câmara do Rio

Em uma cerimônia realizada nesta segunda-feira (6), na sala da presidência da Câmara do…
Fev 02, 2023

Novos vereadores tomam posse e Câmara do Rio tem maior bancada feminina da última década

A Câmara Municipal do Rio deu posse, nesta quinta-feira (02), a seis novos vereadores,…
Fev 01, 2023

Seis novos vereadores tomam posse na Câmara nesta quinta (2)

Com a renúncia de seis parlamentares para assumir o cargo de deputado federal nesta…
Jan 12, 2023

Agora é lei: Norma regulamenta indicação de andar em elevadores da cidade

O prefeito Eduardo Paes sancionou, nesta quinta-feira (12), a Lei 7.761/2023, para…
Jan 06, 2023

Agora é lei: Cartão Mulher Carioca garante recursos às mulheres vítimas de violência

A Lei 7.754/2023, sancionada nesta sexta-feira (6) pelo prefeito Eduardo Paes, cria o…
Última modificação em Quarta, 25 Janeiro 2023 16:44

Câmara Municipal do Rio de Janeiro
Palácio Pedro Ernesto
Praça Floriano, s/nº - Cinelândia
Cep: 20031-050
Tel.: (21) 3814-2121
E-mail: ascom@camara.rj.gov.br

Acesse o site antigo



© 2021-2022 Câmara Municipal do Rio de Janeiro